Sábado 27/05/2017
01h:17min
Solidariedade
Cantor e Radialista Fredson, precisa de ajuda para sobreviver
Um dos nomes que marcou época na música popular e no rádio feirense, o cantor Fredson está passando por sérias dificuldades financeiras e de saúde. Sem ter mais condições de trabalhar, ele que está com 78 anos, conta apenas com a ajuda de amigos e familiares para continuar sobrevivendo.

Natural de Nazaré das Farinhas, ainda criança Fredson foi para o Rio de Janeiro, onde na década de 50 deu seus primeiros passos na comunicação, sendo locutor da Rádio Globo. Já no começo da década de 60, junto com os amigos Welton e Noel formaram o Trio Melodia que acompanhava as tendências musicais da época, principalmente do Rock'n'roll, estilo que se tornara uma “febre” no país por conta da influência do The Beatles.

Com sucessos como “Se seu amor fosse pra mim” e “Todo amor eu lhe darei”, dentre outros, o trio seguiu no auge até o começo dos anos 70, quando foi desfeito e Fredson então iniciou uma nova fase na carreira como cantor de músicas românticas. Emplacou sucessos como “Aniversário do Meu Bem” e “Oh! Meu Imenso Amor”, esta última canção de Roberto Carlos e Erasmo Carlos que foi um grande sucesso com o Rei.  Ainda na década de 70 voltou a Bahia, onde consolidou a carreira de radialista paralelo ao musical, se apresentando em circos e praças de várias cidades, sempre contando com grande presença de público. Fredson gravou mais de 20 trabalhos com várias composições gravadas e sempre com o seu nome como título dos mesmos. “Duvido que você esqueça”, “Dolores Sierra”, “Na Horado do Amor”, foram alguns dos tantos sucessos que nortearam a sua carreira.

Por conta de um glaucoma, o artista foi aos poucos perdendo a visão, mas não deixar de atuar em rádio uma das suas paixões. O tempo passou e por conta das dificuldades, até mesmo para se locomover, Fredson foi deixando aos poucos o rádio e hoje, além de estar completamente cego, ele ainda sofre com Mal de Alzheimer. Há poucos dias sofreu um duro golpe: a perda da esposa e grande companheira, Vera Cerqueira, que morreu por conta de complicações de saúde decorrentes de problemas estomacais. Ela era quem cuidava dele e o conduzia até Feira de Santana para fazer o programa que Fredson apresentava há muitos anos na Rádio Povo AM de Feira de Santana, sempre aos domingos de 12 às 14 horas.

Com o agravamento do seu estado de saúde, Fredson não pode mais trabalhar e precisa da ajuda de amigos e parentes para pagar despesas como aluguel e alimentação, pois recebe um salário mínimo de aposentadoria, que é gasto com remédios. Há poucos dias, foi lançada uma campanha para que fãs do artista possam ajuda-lo de alguma maneira a lutar pela vida.

Amigo do cantor há muitos anos, Nelson Pereira é quem está se movimentando para que esta ação venha a dar algum resultado. “Os filhos não têm muitas condições para ajudar o pai e por isso a gente conta com o apoio dos amigos, dos empresários, os fãs do Fredson para que o ajudem a sobreviver porque o quadro é triste mesmo. Por isso a gente apela para aquelas pessoas de bom coração que o ajudem”, afirmou.

De acordo com Nelson Pereira, pessoas relacionadas ao meio musical e a comunicação, sensibilizadas com a situação estão dispostas a ajudar. “Nós temos aqui pessoas como Daniel Dourado, David Pires, Cristiano Alves, dentre outras pessoas que estão dispostas a ajudar e aí a gente aproveita e apela para políticos, empresários e a sociedade em geral para nos ajudar a dar a Fredson uma vida mais tranquila”, observa

Quem puder colaborar pode depositar qualquer quantia na conta que Fredson possui no Bradesco: agência 235-6 conta 39.818-7. Maiores informações poderão ser obtidas através dos telefones: 71-9135-8890 ou 75-8119-5722.
21/02/2016 08h20
carregar mais notícias